Por que Julie Andrews não faz uma participação especial em ‘Mary Poppins Returns’ - mas sim em ‘Aquaman’

Julie Andrews - ao contrário de Eliza Doolittle que ela interpretou uma vez no palco - tem um talento especial para escolhendo o cavalo vencedor .

Portanto, sua escolha no sorteio de bilheteria deste fim de semana traz uma reviravolta deliciosa: Mary Poppins Returns - uma sequência que não tem uma participação especial de Andrews, que estrelou no original - enfrenta Aquaman, um filme que faz apresentar sua voz. Ela interpreta um atrevido monstro CGI com tentáculos maciços, o Karathen, que guarda um tridente que Aquaman / Arthur Curry (Jason Momoa) precisa para suas aventuras super-heróicas.

Mary Poppins Returns, da Disney, uma sequência do clássico de 1964 de Robert Stevenson, estréia nos cinemas na sexta-feira, com Emily Blunt entrando no papel-título. E entre aqueles que fizeram uma participação especial no novo filme de Rob Marshall está Dick Van Dyke, que interpretou Bert, o limpador de chaminés, que deixa cair consoantes no filme original.



A história do anúncio continua abaixo do anúncio

No entanto, a aparência de Van Dyke aumenta a pergunta: Onde está seu ex-colega de elenco?

Marshall disse à Variety na estreia deste mês de Mary Poppins Returns, que Andrews recebeu uma oferta para um papel não especificado em Mary Poppins Returns. '

nunca eu mostrei

Ela imediatamente disse não, disse Marshall. Ela disse: 'Este é o show de Emily e eu quero que ela continue com isso. Ela deveria correr com isso. Isto é dela. Eu não quero estar em cima disso.

Andrews trabalhou em apenas um filme além de Aquaman nos últimos sete anos - voltando a dar voz à personagem de sua mãe no ano passado na franquia Meu Malvado Favorito.

O diretor de Aquaman, James Wan (Furious 7, The Conjuring) disse em entrevistas que a atriz disse sim ao filme da DC Comics porque seu neto é um grande fã de Wan. Além disso, Andrews desempenhou tantas rainhas nas últimas duas décadas que o papel um pouco mais sombrio pode muito bem ser uma divertida mudança de ritmo.

A história do anúncio continua abaixo do anúncio

Uma decisão tipicamente elegante e elegante, com certeza.

A história do cinema, é claro, nos lembra de nunca apostar contra Andrews.

Para o filme vencedor do Oscar de 1964, My Fair Lady, Rex Harrison e Stanley Holloway recriaram os papéis que originaram no sucesso vencedor do Tony com o mesmo nome. Ainda assim, Andrews - outra estrela da Broadway e do West End daquele musical - foi friamente preterido para o filme. Em vez disso, Audrey Hepburn herdou o papel de Andrews de Eliza, a jovem mascate de flores cockney, com seu canto dublado por Marni Nixon.

Mas Andrews, com todo o seu talento doce, iria retomar os holofotes. Ela mudou-se para Mary Poppins de 1964 - seu filme de sucesso - e ganhou o Oscar de melhor atriz. Hepburn, por mais charmosa que fosse, nem mesmo foi indicada.

Neste fim de semana, veremos se, pelo menos nas bilheterias, Andrews novamente emerge como o vencedor.